Resenha :: Meu Coração e Outros Buracos Negros (Jasmine Warga)

MEU_CORACAO_E_OUTROS_BURACOS_N_1457047713568160SK1457047713B

Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.

 

Esse livro.

Minhas expectativas estavam altas antes de ler, quando comprei. Eu estava com medo de não gostar, eu só ouvia coisas boas e esse é um tema que eu gosto de ler sobre. Ai, então, resolvi acabar logo com a curiosidade e comecei a ler. Eu não conseguia parar, terminei em dois dias e AMEI!

É um livro sensível, comovente, fala sobre depressão e suicídio, que são assuntos delicados e importantes que tem que ser muito conversados. E a autora escreve de um jeito que te prende do começo ao fim, e aborda esses assuntos muito bem, de um modo bem realista. É um livro meio melancólico, com um toquezinho de humor e um pouco de romance.

“Aposto que, se cortassem minha barriga, a grande lesma preta da depressão sairia rastejando. Orientadores pedagógicos amam dizer: “Pensamento positivo!”, mas é impossível quando se tem essa coisa lá dentro, sufocando cada centímetro de felicidade que se pode juntar. Meu corpo é uma máquina eficiente de matar pensamentos felizes.”

Os personagens são muito bem desenvolvidos. São fortes, mas estão perdidos, não tem mais vontade de viver. As vezes achei que a autora não se aprofunda muito dos detalhes, mas nada que me incomodou durante a leitura. E o final eu adorei, não foi bem como eu esperava, mas achei que foi até melhor. Outra coisa que gostei nesse livro foi que o romance não foi o foco da história (eu achei isso, né).

Leitura recomendada a todos! É um ótimo YA, que trata super bem o assunto.

Dei 5 estrelas pra esse livro.

http://www.cvv.org.br – O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

instagram: @livroseamor @nathaliapiovezan

Resenha :: Wait For You (J. Lynn)

wait for you

Sinopse:
Some things are worth waiting for…
Traveling thousands of miles from home to enter college is the only way nineteen-year-old Avery Morgansten can escape what happened at the Halloween party five years ago—an event that forever changed her life. All she needs to do is make it to her classes on time, make sure the bracelet on her left wrist stays in place, not draw any attention to herself, and maybe—please God—make a few friends, because surely that would be a nice change of pace. The one thing she didn’t need and never planned on was capturing the attention of the one guy who could shatter the precarious future she’s building for herself.
Some things are worth experiencing…
Cameron Hamilton is six feet and three inches of swoon-worthy hotness, complete with a pair of striking blue eyes and a remarkable ability to make her want things she believed were irrevocably stolen from her. She knows she needs to stay away from him, but Cam is freaking everywhere, with his charm, his witty banter, and that damn dimple that’s just so… so lickable. Getting involved with him is dangerous, but when ignoring the simmering tension that sparks whenever they are around each other becomes impossible, he brings out a side of her she never knew existed.
Some things should never be kept quiet…
But when Avery starts receiving threatening emails and phone calls forcing her to face a past she wants silenced, she’s has no other choice but to acknowledge that someone is refusing to allow her to let go of that night when everything changed. When the devastating truth comes out, will she resurface this time with one less scar? And can Cam be there to help her or will he be dragged down with her?
And some things are worth fighting for…
(Goodreads)
Por algumas coisas vale a pena esperar…
Viajar mil milhas de casa para entrar na faculdade é o único jeito para Avery Morgansten, de 19 anos, escapar do que aconteceu na festa de Halloween há cinco anos – um evento que mudou sua vida para sempre. Tudo o que ela precisa é chegar em suas aulas no horário, ter certeza de que o bracelete em seu punho esquerdo esteja no lugar, não chamar atenção para si mesma, e talvez – por favor, Deus – fazer alguns amigos, porque isso com certeza seria uma mudança boa. A única coisa que ela não precisava e nunca planejou era capturar a atenção do cara que poderia destruir o precário futuro que ela está se planejando.
Algumas coisas valem a pena experimentar…
Cameron Hamilton é o gostoso de 1,92m, com olhos azuis e a notável capacidade de fazê-la querer coisas que ela acreditava que tinham sido irrevogavelmente roubadas dela. Ela sabe que precisa se manter afastada dele, mas Cam está em todo lugar, com seu chame, suas brincadeiras, e aquela maldita covinha. Se envolver com ele é perigoso, mas ignorar a fervente tensão que faísca quando estão perto um do outro se torna impossível, ele traz um lado dela que ela não sabia que existia.
Algumas coisas nunca deveriam ser mantidas quietas…
Mas quando Avery começa a receber emails ameaçadores e ligações forçando-a a encarar seu passado, ela não tem outra opção senão reconhecer que alguém está se recusando a deixá-la esquecer daquela noite onde tudo mudou. Quando a verdade devastadora aparecer, ela vai ressurgir desta vez com uma cicatriz a menos? E o Cam pode estar lá para ajudá-la ou ele vai ser arrastado para baixo com ela?
E por algumas coisas vale a pena lutar…
Tradução livre

Quando li esse livro me apeguei muito aos personagens, me apaixonei pelo Cam, que é perfeito! A Avery é uma boa personagem também, e eles formam um casal que eu amo!

Eu li o livro muito rápido, não conseguir largar por nada. A escrita da J. Lynn (aka Jennifer L. Armentrout) é simples, porém viciante demais. Quando começa não dá pra parar! E é um livro divertido, com algumas cenas engraçadinhas. Eu amo essa autora, quero ler tudo o que ela escreve.

É um New Adult, e tem cenas de sexo, mas não muitas, o que eu gostei bastante. Eles não se apaixonam do nada, o romance vai se desenvolvendo aos poucos, eles vão se conhecendo, viram amigos e ai começam a se apaixonar, o que eu gosto muito que acontece. As vezes instalove me irrita um pouco haha.

É uma história bem envolvente e emocionante que eu recomendo a todos os amantes de romance NA e YA.

Não vejo a hora de começar a ler o próximo da série!

Resenha:: Cinder e Scarlet (Marissa Meyer)

thelunarchronicles

Sinopse Cinder:
Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, “Cinder” é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído

Cinder é uma releitura incrível de adivinhem só? Sim, Cinderela. Só que diferente da Cinderela original, Cinder é uma ciborgue(!!!). É uma história futurista. Existem ciborgues, andróides, pessoas morando na Lua, muitas coisas diferentes. E já se passaram 126 anos desde a Quarta Guerra Mundial. E tem uma doença sem cura matando muitas pessoas.

Eu nunca tinha lido nada sobre ciborgues, andróides, robôs, nada do tipo, foi o primeiro e eu amei!

Cinder é uma mecânica e todo dinheiro que ganha com seu trabalho vai para sua madrasta e suas irmãs. Uma das irmãs, a Peony, é super fofa e ganhou meu coração. Outra personagem que ganhou meu coração foi Iko, um androide que cuida da casa da madrasta de Cinder e é amiga da Cinder. Ela é um amorzinho!! Logo no começo do livro, Cinder conhece o Príncipe Kai, que também é um fofo e eu amei ele. Amei todos os presonagens. Até a vilã, a Rainha Levana, eu gostei. Achei que ela é uma ótima vilã, muito má e tal.

A história tem tudo e nada a ver com a Cinderela original, tem madrasta, baile, príncipe, mas ao mesmo tempo é tudo muito diferente! E eu achei isso muitooooo legal e muito interessante. O mundo criado pela autora é demais! E o livro tem muitas reviravoltas, que fazem com que você não queira largá-lo por nada!

É um pouco previsível, mas mesmo assim fiquei muito curiosa porque queria saber COMO as coisas iriam acontecer. Uma coisa que eu fiquei querendo saber mais foi sobre os Lunares, acho que a autora poderia explorar mais eles (talvez nos próximos livros…).

Nenhum personagem me irritou, foram todos muito bem construídos. A Cinder é uma personagem forte, independente e sem frescuras.

Eu tinha minhas expectativas bem altas pra esse livro e não me decepcionei nadinha, eu amei tudo e recomendo muito!!

A partir daqui pode conter alguns Spoilers para quem ainda não leu Cinder!!!
Sinopse de Scarlet:
Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

Scarlet, assim como Cinder, também é uma releitura de conto de fadas, mas esse é de Chapeuzinho Vermelho. Nesse livro eu sabia que a protagonista não seria mais a Cinder e fiquei com um certo medo de não gostar da Scarlet ou de a autora não contar o que aconteceu com a Cinder depois do final do primeiro livro. E não sabia como a autora ia fazer pra dar continuidade com uma protagonista diferente. Mas foi perfeito!! Uma continuação muito boa mesmo!

Scarlet é uma garota bem resolvida, corajosa e esperta, que mora e trabalha na fazenda com sua avó Michelle, que foi raptada por saber de coisas que a rainha Levana precisa. Scarlet passa o livro tentando achar a avó. Ela conhece Lobo, que é um personagem ótimo e muito misterioso, eu não sabia se confiava ou não nele.

Em Scarlet também temos muitas coisas que nos lembram Chapeuzinho Vermelho, como um personagem chamado Lobo, o moletom com capuz de Scarlet que é vermelho, a avó, e até a famosa frase “que dentes grandes você tem”…

Nesse livro, senti falta da presença da Rainha Levana e do Principe Kai. Eles aparecem bem pouco. Espero que apareçam mais nos próximos!

Os personagens novos são muito cativantes, todos muito bem desenvolvidos, assim como os personagens de Cinder. E eu amei tudo!

Estou apaixonada por essa série e não vejo a hora de ler Cress!

Espero que tenham gostado e leiam essa série, é muito boa meeesmo!

Beijos e até mais!

Resenha :: The Wrath And The Dawn (Renee Ahdieh)

the wrath and the dawn

Sinopse:
In a land ruled by a murderous boy-king, each dawn brings heartache to a new family. Khalid, the eighteen-year-old Caliph of Khorasan, is a monster. Each night he takes a new bride only to have a silk cord wrapped around her throat come morning. When sixteen-year-old Shahrzad’s dearest friend falls victim to Khalid, Shahrzad vows vengeance and volunteers to be his next bride. Shahrzad is determined not only to stay alive, but to end the caliph’s reign of terror once and for all.
Night after night, Shahrzad beguiles Khalid, weaving stories that enchant, ensuring her survival, though she knows each dawn could be her last. But something she never expected begins to happen: Khalid is nothing like what she’d imagined him to be. This monster is a boy with a tormented heart. Incredibly, Shahrzad finds herself falling in love. How is this possible? It’s an unforgivable betrayal. Still, Shahrzad has come to understand all is not as it seems in this palace of marble and stone. She resolves to uncover whatever secrets lurk and, despite her love, be ready to take Khalid’s life as retribution for the many lives he’s stolen. Can their love survive this world of stories and secrets?
Inspired by A Thousand and One NightsThe Wrath and the Dawn is a sumptuous and enthralling read from beginning to end.
Em uma terra governada por um jovem rei assassino, cada amanhecer trás o luto para uma nova família. Khalid, o Caliph de dezoito anos de Khorasan é um monstro. Toda noite ele tem uma nova noiva, apenas para matá-la quando o dia amanhece.
Quando a melhor amiga da jovem de dezesseis anos, Shahrzad se torna uma das vítimas de Khalid, ela promete vingança e se voluntaria para ser a próxima noiva. Shahrzad está determinada não apenas a sobreviver, mas também a acabar com o reinado de terror do caliph de uma vez por todas.
Noite após noite, Shahrzad seduz Khalid com histórias que o encantam, garantindo sua sobrevivência. No entanto, ela sabe que cada amanhecer pode ser seu último. Até que algo que ela nunca esperou acontece: Khalid não é nem um pouco como ela imaginasse que fosse. O monstro, na realidade é um garoto com um coração atormentado e Sharzad descobre que está se apaixonando.
Como isso é possível? É uma traição imperdoável com Shiva, sua melhor amiga.
Com o passar do tempo, Shahrzad compreende que nem tudo é o que parece nesse palácio de mármore e pedra e ela resolve desvendar todos os mistérios que existem ali e apesar do amor, está pronta para tirar a vida de Khalid em troca de todas as que ele roubou.
Pode o amor deles sobreviver a esse mundo de histórias e segredos? Inspirado em As Mil e Uma Noites, The Wrath and the Dawn é um apaixonante livro do começo ao fim.

Esse foi um livro que li logo que lançou e eu tinha as expectativas bem altas para ele. Foi uma leitura diferente do que eu imaginava. Quando eu terminei eu não sabia bem se tinha gostado mesmo ou não, mas depois de um tempo eu percebi que eu gostei, sim, mas só por causa do final. Não amei, mas gostei bastante. Uma nota de 0 a 5, pra mim, seria 3.5. E eu pretendo reler e ler a continuação, quando ela sair.

Achei o começo meio lento, não estava me prendendo muito, eu estava meio entediada, mais ou menos até a metade foi assim, ai as coisas começaram a melhorar, comecei a não conseguir desgrudar do livro e ai quando começou a ficar bem interessante, acabou. E agora pra saber o que acontece, tenho que esperar o próximo.

No começo eu não gostava de nenhum dos personagens principais, mas com o passar do tempo eles foram ficando mais desenvolvidos e eu comecei a gostar um pouco deles. A Shazi se desenvolveu mais que o Khalid, que eu achei que faltou um pouco mais de personalidade nele. Eu também esperava conhecer mais o lugar onde se passa a história e mais sobre a cultura arábica, mas a autora não foca muito nisso. E a magia do livro também poderia ter sido mais desenvolvida, mas acho que isso vai ficar para a continuação.

A idéia do livro eu acho muito boa, bem criativa. E a escrita também eu achei demais, muito boa, bem fácil, eu li em inglês e não tive nenhuma dificuldade. Tinha partes que pareciam conto de fadas.

O livro vai ser lançado aqui no Brasil pela editora Globo Alt, ainda não sei quando, mas os direitos já foram comprados.

Até mais!

Resenha :: Destinado – As Memórias Secretas do sr. Clarke (Carina Rissi)

destinado_carinarissi

Sinopse:

Ian Clarke é um homem de sorte e sabe muito bem disso. Ele encontrou a felicidade que tanto almejava ao lado de sua amada (e complicada) Sofia. Não que tenha sido fácil — mas o que é simples quando o assunto é sua esposa? O destino tem sido gentil, e por essa razão Ian se esforça tanto para ser um bom marido, um bom pai, um bom irmão.
Entretanto sua felicidade começa a ruir no baile de aniversário de sua irmã, Elisa. Ian assiste, impotente, enquanto sua vida perfeita se transforma em uma terrível catástrofe. A noite é desastrosa, e Elisa, a menina que ele jurou proteger, se torna alvo de um escândalo.
Mas o pior ainda está por vir. Um assunto do passado, um pesadelo que há muito o persegue, retorna para assombrá-lo. Aterrorizado com a possibilidade de perder Sofia outra vez, Ian segue seu coração na tentativa de proteger a mulher que ama, sem se importar com as consequências. Ele só não suspeitava de que o preço a pagar seria tão alto…

Quando fiquei sabendo desse livro já fiquei empolgada com idéia. Eu achava que seria a mesma história dos dois anteriores, só que do ponto de vista do Ian. Só que não foi bem assim. Tem algumas partes que são, sim, mas a história é totalmente diferente e é uma coisa que eu não esperava. Acontece alguns meses depois do final de “Encontrada”.

Coisas acontecem no começo do livro e então, Elisa, Ian e Sofia vão parar no século XXI. Tem muitas confusões, muitas cenas super divertidas e fofas! E também tem um pouquinho de mistério, o que deixa o livro mais interessante ainda!

O livro é narrado por Ian. E como ele é do século XIX, fica todo perdido quando viaja no tempo. E é engraçado. A Sofia continua a mesma, atrapalhada e divertida, ela é uma das minhas personagens preferidas. A Elisa não aparece tanto, mas é importante para a história. Nesse livro os amigos de Sofia, Marina e Rafael, aparecem bastante e são bem desenvolvidos. Adorei saber um pouco mais sobre os dois, que são personagens ótimos e também são bem importantes para a trama.

E mesmo tendo algumas partes dos outros livros contadas pelo Ian, o livro não é nada repetitivo e nem chato, o que é muito bom, não é mesmo?

Outra coisa que eu gostei muuuito foi o final, que a autora meio que deixou aberto para futuras continuações, para contar a história de outros personagens (Elisa?), talvez. Eu ficaria super feliz se tivesse mais livros nessa série incrível!! Já estou até ansiosa, hahaha!

Todos os livros da Carina Rissi são engraçados. E como todos os outros livros da autora, esse também é engraçado, e é super rápido de ler e bem leve. Foi uma leitura maravilhosa e que não me decepcionou nada! Eu adorei.

Até mais!! ❤